9 de mai de 2011

Lua Blanco sobre fama: 'É prepotência'.

Lua Blanco

Há cerca de seis semanas no ar como Roberta, em Rebelde, da Record, a atriz e cantora Lua Blanco não se considera famosa. Mesmo tendo no seu currículo uma temporada de Malhação e uma participação em Três Irmãs - ambas da Globo. "Eu não definiria como fama ainda. É muita prepotência dizer que sou famosa, eu vejo de um lado bem realista", diz a bela.

Em entrevista à CARAS Online, Lua, aos 24 anos, disse que acredita que tem muito ainda para fazer até se considerar 'famosa'. Porém, ela já começou a experimentar o assédio do público, principalmente das crianças.

"Essa semana fui sair de casa e tinha um grupo de crianças que olharam pra mim e começaram a correr atrás do meu carro. Estou começando a ser reconhecida, só que é engraçado, porque o público de 'Rebelde' é muito infantil. As crianças ficam com olho esbugalhado, é fofo", comentou a atriz.

- Rebelde está há mais de um mês no ar. O que está achando de sua personagem na trama? Ainda tem muito para mostrar? 

- Muito! A gente sente do mesmo jeito como antes, quando ainda não tinha começado a novela. Estamos bem no início e a maioria das histórias nem começaram, tem muitos caminhos para Roberta tomar. Estou curtindo, virou a minha vida e minha segunda casa.

- O assédio do público aumentou com Rebelde? 

- A gente até esquece a vida aqui fora, porque fica muito tempo no trabalho. Domingo, quando tenho folga e vou ao shopping, todo mundo fica me olhando e eu demoro para me tocar. Mas é muita criança. Outro dia meus pais foram me apresentar para um casal de amigos e a filhinha deles estava com olhos esbugalhados e nem conseguia falar, achei muito fofo...

- E já conseguiu descobrir a parte chata de ser famosa? 

- Não diria fama ainda. Mas eu acho positivo que eles gostem ver a gente. Tem um grupo de fãs que adoram ir ver a gente no Rec9 [estúdio de gravação da Record, no Rio], mas ultimamente não temos tempo nem para respirar e não conseguimos parar para tirar fotos e dar autógrafos. É triste.

- Você teve que largar sua banda [Lágrima Flor] para entrar em Rebelde. Isso indica que pretende se dedicar mais a carreira de atriz do que de cantora? 

- A gente não sabe quanto tempo Rebelde vai durar, o que vai acontecer depois é muito incerto e não dou declarações nenhuma a respeito. Não está nada em pedra. Mas não me vejo em outras coisas sem ser cantando e atuando.

- Tem medo de ficar marcada como a Roberta de Rebelde para sempre? 

- Medo, medo não. É uma possibilidade que sabia quando entrei no projeto, mas rola essa coisa, sem ser um medo. Eu acho que se eu fizer um trabalho de qualidade não vou ficar com esse fantasma. Mas tenho certeza que vai marcar muito, vai marcar pra sempre na minha imagem e pra mim como artista. Porém, hoje não vejo mais como algo que vou querer de descartar no futuro, vejo uma coisa que vai fazer parte da minha história pra sempre.

- Sua personagem segue a linha revoltada. Você é mais 'esquentadinha' como a Roberta? 

- Eu tenho momentos, vou ser sincera [risos]. Se eu disser que não e alguém que me conhece ler essa entrevista, vai rir. Eu tenho uma personalidade forte, mas é uma coisa minha que empresto para Roberta. Eu me identifiquei com ela, me sinto muito à vontade nesse papel, pois ela está sempre à flor da pele, sempre à beira de explodir. É uma inconformidade que não consegue conter.

- Então você também já teve alguns momentos de explosão. Se arrependeu por ter se estressado alguma vez? 

- Não diria muitos, porque não quero me queimar (risos). Mas é um exercício diário de manter a calma. Espero que a Roberta tenha esse aprendizado, como eu tive.

- Já teve contato com as músicas da banda Rebelde? O que achou do repertório? 

- Eu prefiro não comentar porque foi muito inicial. É um estilo muito diferente do que costumo tocar com a minha banda. À princípio estou curtindo bastante.

- A Sophia Abrahão, sua colega de elenco, teve que emagrecer para novela. Você também fez alguma dieta específica para personagem? 

- Nada, eu não fiz absolutamente nada. Eu tenho vergonha de dizer isso, porque a gente tinha um projeto de ficar sarada. Eu me atrapalhei e não fiz nada. Agora comecei a ir com um personal à praia.

- Se surgir o convite, você posaria nua? 

- Olha, é difícil as pessoas acreditarem, mas eu digo com toda convicção do mundo que isso não me interessa de forma alguma. Não vejo como posar nua acrescentaria algo na minha carreira. Podem não acreditar, podem vir fazer propostas absurdas no futuro, mas eu posso dizer com plena certeza que não quero.

Fonte: CARAS Online.

Um comentário: